7 dicas para criar um ambiente preparado Montessori

7 dicas para criar um ambiente preparado Montessori

Primeiro, porque o ambiente preparado é tão importante?

Maria Montessori pensava que o ambiente preparado oferecia a ajuda necessária para o desenvolvimento da criança. A escola era o seu ambiente de trabalho e foi lá que o método foi desenvolvido, contudo, as bases que foram elaboradas são muito úteis para nossa casa.
[box type=”bio”] Maria Montessori (1870-1952) foi uma pedagoga, pesquisadora e médica italiana, a criadora do “Método Montessori” que revolucionou o ensino na educação infantil. Ela criou as primeiras escolas com mobília desenhada exclusivamente para a infância.[/box]
O ambiente preparado é o ponto principal responsável por fomentar a autonomia e ajudar os nossos filhos a interagir e aprender a partir do cotidiano. Muitas pessoas associam o “ambiente preparado” ao quarto, principalmente quando se fala em Montessori, mas é importante ressaltar que todos os ambientes da casa precisam estar preparados e adaptados às necessidades da criança, porque ela também usufrui dos espaços e é um membro da família.

“Se, porém, o ambiente não é preparado e a criança se encontra entre adultos, essas manifestações tão incessantes que se desenvolvem pacificamente podem converter-se em angústia, enigma e capricho.”.
A criança- Maria Montessori

Então, quais são as características de um ambiente preparado, de maneira que a criança consiga interagir com mais plenitude?

1 – É organizado:

Nos primeiros seis anos de vida a ordem é fundamental para as crianças, principalmente no período sensível da ordem (entre dois a quatro anos). O ambiente organizado (externo) ajuda a criança a se organizar internamente.
photo5176957698481170388
O ambiente preparado, segundo Maria Montessori, deve ser organizado.


2 – É estruturado:

A ordem tem que ser lógica e garantir que tudo tem o seu lugar. Podemos ajudar com fotos que representem a colocação dos objetos e brinquedos, para facilitar que cada coisa volte ao seu local.

Imagem do blog: How we Montessori

3 – É seguro:

Devemos garantir que a criança possa manusear as coisas que estão ao seu alcance com segurança. Evitar ter objetos que quebrem, tomadas desprotegidas, escadas, janelas.

Variado

Imagem do blog: How we Montessori


 

4 – Permite a autonomia:

Os brinquedos e objetos de uso diário devem estar acessíveis, permitindo a livre escolha em seu uso.
Por exemplo: ter um cantinho com vassoura, pano e spray (água e vinagre) para limpar possíveis acidentes.
photo5176957698481170394


5 – É variado e enriquecedor
:

É interessante ter disponíveis materiais diferentes, com brinquedos adaptados à faixa etária. Lembrando que variado não é excesso de estímulo. Podem-se evitar cores demasiadas, sons demasiados e muitos objetos em uso ao mesmo tempo.
Quando entramos em um ambiente preparado seja na cozinha, sala, quarto ou banheiro devemos ter uma sensação harmônica.

Imagem do blog: How we Montessori


6 – Adaptado

Adaptar significa oferecer um pinico ou uma escada para usar o vaso sanitário, usar uma torre de aprendizagem ou um banco para chegar na pia para lavar as mãos e a louça. É interessante oferecer materiais do tamanho da criança como vassoura e instrumentos de cozinha.


7 – É bonito:

É importante para oferecer harmonia visual, para criar sentido estético e para ajudar a criança a cuidar mais e melhor das coisas.

Imagem do blog: How we Montessori


Vamos pensar uns instantes em como é a nossa casa e o que poderíamos fazer para adaptar cada espaço para ajudar os nossos filhos a serem mais autônomos e felizes!
[box] A Flamingo Sour realiza assessorias para avaliar cada espaço que a criança tem acesso em casa, observando como melhorá-los para favorecer o desenvolvimento, segundo a etapa evolutiva da criança, sob as bases do Método Montessori. Para saber mais entre em contato em flamingosour@gmail.com ou (11) 94956-3271.[/box]


[author] [author_image timthumb=’on’]https://www.mariarozas.com.br/wp-content/uploads/10445444_10152897037726525_5165459260761147677_n.jpg[/author_image] [author_info]María Rozas é mãe, pedagoga e terapeuta. Criou a Flamingo Sour para auxiliar famílias nas alterações e mudanças geradas com a vinda do novo ser! Sua visão se baseia nas pedagogias Montessori e Pikler, mas especialmente com um profundo respeito à maternidade, sabendo que cada mãe é o melhor para seu filho.[/author_info] [/author]

Sem Comentários

Deixe um comentário