Como escolher uma Babá?

Como escolher uma Babá?

Na hora de escolher uma babá chegam muitas dúvidas, a maior delas é: em que mãos vou deixar meu filho? Como deveria ser essa pessoa? Muitas vezes ganha a pessoa mais experiente.
Hoje quero contar aqui um ponto de vista muito pessoal que compartilho com outras mães com jeitos de criação semelhantes ao meu.
A pessoa mais experiente nem sempre é a pessoa que mais se ajeita a nós, e quando procuramos uma babá isso pode ser o mais importante. Quais são as caraterísticas que eu valorizo mais?
– Que tenha sensibilidade: pelo que acontece na casa, com a mãe e com o bebê. Uma pessoa que nem percebe onde estão as pessoas e como elas estão não pode acompanhar a criação consciente de uma família.
– Que seja capaz a se adaptar, com critério: eu sempre pergunto sobre sua capacidade de aprender e de se adaptar a formas diferentes de criar, e depois pergunto o que faria se eu falasse: “Deixe chorar o meu filho e não pegue ele no colo”. Para mim a melhor resposta foi: “tentaria entender seus motivos transmitindo que é difícil para mim não pegar um bebê que chora, porque deixar chorar não faz bem”. Falta embasamento, sim, mas tem sensibilidade e acima de tudo, a intenção de entender.
– Que a cuidadora veja a mãe/pai além do bebê: uma babá cuida de um bebê, mas principalmente o seu trabalho é ajudar os pais a poder criar o seu bebê ainda estando ausentes. Nesses momentos que por trabalho, lazer, descanso… uma mãe/pai não está presente, a babá cuida do filho de outra pessoa e cuidando da criança, ela cuida da família também. Isso pode ser observado quando uma babá fala de outras famílias que ajudou, e consegue falar das mães/pais de uma maneira positiva, e de como sua ajuda foi necessária ás famílias.
– Que goste da tarefa de cuidar: em um sentido amplo, o cuidado é um trabalho complexo, que precisa de habilidades de atenção para o espaço, para as pessoas e para as relações. Eu cuido de meu filho, do espaço dele e da relação com ele, e a minha babá cuida dele, do nosso espaço, da relação com ele e da minha relação com ele. É um cuidado de pessoas, espaços e relações. E isso se avalia com o nosso instinto, vendo como a cuidadora observa, como permite e favorece essas relações.
– Que veja o cuidado além da limpeza: o que me chama a atenção é que a profissão do cuidado se foca muito na limpeza e na ordem. Provavelmente porque isso é fácil de avaliar e de mostrar, e porque essa imagem externa transmite tranquilidade. Em cada cultura esse sentido da ordem e da limpeza muda. Perguntem sobre isso, o que é para elas uma boa babá, quais características deveria ter? O que é mais importante no seu trabalho?
Com tudo isso colocado aqui, penso que é mais fácil encontrar uma pessoa de confiança, com a qual você se sente à vontade e sabe que fará o que você acha melhor e depois formen ela, darão o embasamento para ter uma ótima cuidadora.
Nossas oficinas tem o intuito de ajudar a criar um olhar crítico e consciente nas pessoas que colaboram com as famílias nos cuidados da primeira infância.
São poucas vagas, pois assim garantimos uma maior atenção a cada participante para que possam colocar as suas dúvidas e assim refletirmos ativamente sobre a prática diária nos cuidados da primeira infância.
Nossos próximos cursos: 
05/10 Módulo I (Oficina de cuidados: um olhar Pikler e Montessori):
http://lumoscultural.com.br/evento/formacao-para-babas-modulo-1/
Valor: R$210,00
26/10 Módulo II (Oficina de atividades: como fomentar a autonomia e desenhos de atividades lúdicas em casa):
http://lumoscultural.com.br/evento/formacao-para-babas-modulo-2/
Valor: R$110,00
09/11 Módulo III (Fundamentos da Disciplina Positiva):
http://lumoscultural.com.br/evento/formacao-para-babas-modulo-3/
Valor: R$210,00
Você pode optar por escolher o módulo 1 ou 3 avulso e o pagamento será direto pelo site da Lumus.
Caso queira fechar os 3 módulos damos um desconto de 20% no valor total que sairia por R$424,00 o pacote.
O pagamento dos 3 módulos deve ser realizado via depósito bancário.
Para fechar os 3 módulos, entre em contato conosco em flamingosour@gmail.com
Onde? Lumus Cultural (Rua Antonio Alves Magan, 32 – Sumaré).

Sem Comentários

Deixe um comentário